Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIVAGAR DEVAGAR-2

Na lonjura do horizonte a busca etérea da luminosidade espiritual...da doçura do sonho, às agruras da realidade.Palavras e imagens que, devagar, divagam entre ignotas luzes, sombras e penumbras, de ciclos de vidas incertas e perdidas.

Na lonjura do horizonte a busca etérea da luminosidade espiritual...da doçura do sonho, às agruras da realidade.Palavras e imagens que, devagar, divagam entre ignotas luzes, sombras e penumbras, de ciclos de vidas incertas e perdidas.

Momento Poético - 123

Martin Zemansky.jpg

                                                           (pintura de Martin Zemansky)

 

Beijos sem amor e sem paixão

 

Ontem fomos ao parque da cidade
e  viste alguém com quem trocaste beijos.
Reparei que te encheste de ansiedade
e    escapar dali    era o teu desejo.

Não há razão pra teres qualquer pejo
de beijares alguém    por amizade
corpo de mulher sempre foi desejo
de qualquer homem e em qualquer idade.

Podes crer que esses beijos    tão vazios
trocados    sem amor e sem paixão
não deverão causar-te calafrios.

Tais beijos    sem calor do coração
jamais poderão ser    mornos ou frios
considerados beijos de traição.

(batista_oliveira - 20/09/2019)

Momento Poético - 122

samarel3.jpg

                                                       (pintura do artista Samarel)

 

 

Dançavas no jardim do meu corpo

 

Naquele tempo    bela e graciosa
flor de sonhos eróticos    dançavas
no jardim do meu corpo    tão formosa
com gestos de volúpia    que adoravas.

Dançavas nua    em tons de luz e rosa
e era tanta a beleza que exalavas
nos gestos de volúpia    tão gostosa
que era um prazer sentir quanto vibravas.

Percorrias teu rio dos desejos
com arte divinal    de movimentos
entre os suspiros de prazer e os beijos

que deixavas esparsos    suculentos
num mar imenso    dentro do meu peito
inundando de amor esses momentos.

(batista_oliveira - 21/10/2019)

MOMENTO POÉTICO - 121

         

sussurro-magico-magic-wishper-arianna-ruffinengo.j

                        (pintura da artista italiana Arianna Ruffinengo)

 

 

O inocente sabor do beijo

 

Do beijo fica o sabor
do prazer com que selaste
aquela carta de amor,
primeira que me enviaste.

Trazia batom vermelho,
com aroma dum perfume
que me dobrou os joelhos
e me ensinou o ciúme.


Do beijo fica a doçura,
da doçura uma esperança,
um leve sopro, a candura,
passos da última dança.

Do beijo fica o silêncio
dum olhar terno e sereno,
o regresso, duma ausência,
ao tempo e lugar ameno.

Do beijo, que os lábios trocam,
resta a doçura, o regalo
duma ternura tão louca,
só no prazer de trocá-lo.

Eleva-se, em cada troca,
sublime gesto que exala
aromas, de boca em boca,
da fome que ninguém cala.

Do beijo fica, solene,
a descoberta da vida,
aquela força perene
que ninguém quer ver perdida.

Do beijo se solta, afável,
uma aragem fresca e doce,
voando à flor dos lábios,
deixando um rasto de posse.

Do beijo resta o sabor
e aquela terna lembrança
duma mensagem de amor
que traz a cor da esperança.

Daquele primeiro beijo
que nos lábios me deixaste,
ainda sinto o desejo
da inocência que roubaste.


No teu rosto sorridente,
no brilho do teu olhar
sinto esse beijo inocente
que sempre irei recordar...

 

(batista_oliveira - 15/11/2015)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D